Quando vamos aprender – de verdade – a usar o conceito do “triple bottom line”?

Por Rogério Campos Meira A ex-primeira-ministra da Noruega, Gro Harlem, presidia a Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (CMMAD) da ONU em 1987. Teve um papel decisivo no desenvolvimento do conceito que conhecemos como “triple bottom line”. Essa abordagem tornava o tema sustentabilidade mais palpável e muitas organizações passaram a comunicar o seu desempenho […]

Gestão de Mudanças, o “Caminho do Meio” e o “effectual reasoning”

Poste sinalizador de estrada e no fundo o céu com tons de azul, vermelho e laranja.

Por Rogério Campos Meira Em um ambiente de VUCA (Volatilidade (volatility), Incerteza (uncertainty), Complexidade (complexity) e Ambiguidade (ambiguity)) todas as iniciativas que tirem a organização de sua “zona de conforto” são – além de necessárias – muito bem-vindas. Já se foi o tempo onde se isolava uma organização do ambiente econômico, político, social, competitivo, mercadológico, […]

O Brasil precisa planejar seu crescimento. E com urgência!

Floresta de bambu

Por Rogério Campos Meira * Existe um autor, Frank Caplan, que escreveu – ainda em 1980 – um livro chamado “The Quality System”. Nessa obra, um dos elementos do Sistema de Gestão por ele sugerido – e que eu reputo como um do mais RELEVANTES – é o “Planejamento do Crescimento”. Resumidamente, a mensagem é: […]

Sobrevivendo e vencendo em ambientes complexos

Pista longa em um deserto.

Como fazer com que um Sistema de Gestão, desenhado com base em processos estáveis e sob controle, possa ser útil em ambientes tão complexos quanto o que vivemos? Lewis Carroll em “Alice no País das Maravilhas” foi extremamente feliz em diversas passagens dessa obra. Em um dos célebres diálogos, Alice pergunta ao Gato “poderia me […]

O paradoxo da disciplina

homem segurando com a mão esquerda um oculos e caneta

Seguramente um dos maiores desafios de um Sistema de Gestão é o de se solidificar uma cultura de observância aos procedimentos e às (normas) regras estabelecidas. É como se as pessoas se perguntassem se deveriam — ou não — seguir os procedimentos. Quase que como uma dúvida existencial. A resposta — naturalmente — seria “em caso dúvida, cumpra os procedimentos”! Porém a questão […]